Pílula do Cancer Fosfoetanolamina Sintética Cura Câncer ?

Novos resultados de estudos sobre a pílula do câncer

A Fosfoetanolamina Sintética ou “pílula do cancer” provocou um debate nacional no ano passado depois que a mídia brasileira revelou depoimentos de pacientes que afirmaram que o medicamento aliviou os sintomas e até mesmo havia curado o câncer. O composto foi desenvolvido no início dos anos 1990 por Gilberto Chierice, um químico analítico da Universidade de São Paulo cujo laboratório distribuía aos pacientes de forma gratuita durante vários anos, sem qualquer aprovação regulatória ou supervisão clínica.

Na época só existiam alguns estudos feitos com ratos e em linhas celulares, sem que apresentasse qualquer evidência laboratorial que a fosfoetanolamina sintética funcionava como um medicamento contra o câncer. A universidade tentou  bloquear a operação de Chierice em junho de 2014, mas, desde então, mais de 15.000 pessoas entraram com processo contra a universidade, forçando-o a continuar fornecendo-lhes os comprimidos. Grupos de defesa, por sua vez, pressionaram políticos e as autoridades de saúde para legalizar o uso do composto como um medicamento contra o câncer.

Na ultima terça-feira (16) o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) divulgou, os novos resultados de pesquisas sobre a fosfoetanolamina. O estudo revelou que a substância foi capaz de reduzir a massa tumoral em 64%, um efeito menor do que a ciclofosfamida que reduz em 93%, e já é usada como quimioterapia contra câncer.

Foi anunciado em 2015 que um projeto de iniciativa Federal entre o  MCTIC e Ministério da Saúde receberia um financiamento de R$ 10 milhões por parte do MCTIC para a pesquisa da fosfoetanolamina .

Pílula do Cancer Fosfoetanolamina Sintética 1 Pílula do Cancer Fosfoetanolamina Sintética 2 Pílula do Cancer Fosfoetanolamina Sintética 3 Pílula do Cancer Fosfoetanolamina Sintética 4




Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *