Origem do Carnaval

Carnaval festa pagã

Carnaval não é um festival Africano. Nem mesmo uma coisa “Trini” como alguns nos querem fazer crer. Houve carnaval em Goa, Índia, muito antes desta festa começar a emergir no Caribe e chegar ao Brasil.

A origem do carnaval veio dos fiéis cristãos que começaram este festival chamndo-o de Carnevale, que significa “pôr a carne de lado.” Este festival de pré-Quaresma se espalhou pelo  Espanha e Portugal e o Carnaval foi se espalhando pelo mundo.

O Carnaval moderno, feito de desfiles e fantasias, é produto da sociedade vitoriana do século XIX. A cidade de Paris foi o principal modelo exportador da festa carnavalesca para o mundo. Cidades como Nice, Nova Orleans, Toronto e Rio de Janeiro se inspirariam no Carnaval parisiense para implantar suas novas festas carnavalescas.

Tradições de muitas culturas têm transformado o carnaval latino-católico. No Brasil, as escolas de samba são centros culturais que promovem a tradição carnavalesca, que mantém as pessoas unidas por um só objetivo.

Carros alegóricos enormes são criadas e ocupadas por foliões que decoram suas cabeças com penas como eles viajam rotas prescritas pelo Rio de Janeiro.

Com muita criatividade, energia e paciência os grupos levam uma ano para se prepararem. Soldagem, pintura, costura, colagem, colocação de penas, lantejoulas e glitter são os grandes desafios dos artesãos carnavalescos.

Quando o carnaval teve início, ele era comemorado a partir de 26 de dezembro até a Terça-feira Gorda (dia antes da quarta feira de cinzas). Hoje em dia festividades e atividades carnavalescas são geralmente realizadas em fevereiro.

Carnaval é quase sempre associada com a quebra do código moral. Nos tempos pagãos, o deus romano Baco foi honrado. O antecessor do carnaval foi chamado de “Bacanales” em honra de Baco, o deus do vinho.

Foi também um festival de primavera com raízes na antiga Grécia e Roma. Os antropólogos afirmam que muitas das características modernas já existia no antigo Egito, Grécia e Roma.

Uso de máscaras, figurinos e devassidão sexual durante os festivais de primavera foram parte da cultura dos povos antigos.

É bom lembrar que foram os papas que emitiram cartas contra o carnaval por terem ficado indignados com os assassinatos, sexo, obscenidade e violação da descência. A decadência moral associada com o Carnaval de hoje é um legado lamentável que insiste em perpetuar.

Origem do Carnaval 1

Origem do Carnaval 2

Origem do Carnaval 3

Origem do Carnaval 4

Origem do Carnaval 5

Origem do Carnaval 6 Origem do Carnaval 7




Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *